Cuidados após procedimentos cosméticos (peeling / laser)

Usar produtos específicos após um procedimento cosmético é fundamental para o sucesso do tratamento! Estes produtos irão diminuir o desconforto do paciente, proporcionando hidratação intensa, ação calmante e anti-inflamatória, diminuição da vermelhidão e regeneração cutânea. Esses cuidados garantirão o sucesso do seu tratamento! Consulte sempre seu dermatologista!

Cabelos Saudáveis

A higiene dos cabelos é essencial para mantê-los saudáveis. E o uso dos produtos adequados é indispensável para isso.

Os Xampus são responsáveis por limpar os fios. Eles retiram a oleosidade, suor, descamação das células do couro cabeludo, resíduos de poluição e de outros produtos capilares. Além disso, também proporcionam brilho, maciez, retiram a eletricidade do cabelo e facilitam o pentear. Eles são compostos por detergentes ou tensoativos, estabilizadores de espuma, condicionadores, e conservantes, agentes corretivos, fragrâncias e corantes. Ativos complementares podem ser adicionados aos produtos para direcionar sua ação, seja controladores de oleosidade, de queda, suavizantes, hidratantes, entre outros.
Os Condicionadores são produtos usados após a lavagem e a sua função é neutralizar as cargas negativas dos fios, reduzindo o frizz, melhorando o pentear e a maciez. São compostos por são detergentes catiônicos, formadores de filme, derivados de proteínas e silicones.

Substâncias modeladoras, géis e fixadores sem álcool, desde que de boa qualidade, não prejudicam os fios e nem causam queda de cabelo.

RADIOFREQUÊNCIA

A radiofrequência é um tratamento que tem como objetivo combater a flacidez e rejuvenescimento do rosto ou do corpo além de contribuir para a melhora de rugas de expressão, gordura localizada e celulite sendo um método seguro com efeitos duradouros. A sua aplicação induz a elevação da temperatura tecidual de maneira não-ablativa (não-invasiva), promovendo reações importantes, uma delas é a vasodilatação, que melhora a circulação, oxigenação e nutrição do tecido. Além disso, aumenta a síntese do colágeno, melhorando a textura e firmeza da pele.

A produção de calor é possível através da agitação de moléculas polares com carga. As moléculas vão acelerar e a energia cinética será convertida em calor. O número de sessões é estabelecido pelo profissional através da relação entre: objetivo, tratamento, metabolismo individual, tipo de pele, grau de flacidez e idade. Consulte sempre o seu Dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento!

MANCHA PÓS ACNE

A acne gera uma inflamação na pele e como resultado disso pode ocorrer o que chamamos de HIPERCROMIA PÓS INFLAMATÓRIA, que seriam as manchas escuras. Isso é agravada pela manipulação das lesões associado à exposição solar! Qualquer espinha pode gerar mancha.
As principais causas seriam espremer as espinhas e exposição solar sem fotoproteção.
Duas coisas são fundamentais para evitar as manchas – não manipular as espinhas (digo, não ficar espremendo) e usar filtro solar! Para o tratamento das manchas, indicamos o uso de filtro solar associado a cremes clareadores para serem usados em casa e no consultório podem ser feitos peelings, luz intensa pulsada, além da limpeza de pele.

ESCABIOSE (SARNA)

É uma parasitose humana causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei variedade hominis. O contágio se dá somente entre humanos, por contato direto com pessoa ou roupas e outros objetos contaminados. O contato deve ser prolongado para que ocorra a contaminação. A fecundação do ácaro ocorre na superfície da pele. Logo após o macho morrer, a fêmea penetra na pele humana, cavando um túnel, por um período aproximado de 30 dias. Depois, deposita seus ovos. Quando eles eclodem, liberam as larvas que retornam à superfície da pele para completar seu ciclo evolutivo. Este processo de maturação é de 21 dias. Vale ressaltar que animais como gato e cachorro não transmitem a sarna humana. As manifestações clínicas são decorrentes da ação direta do ácaro, quando este se movimenta nos túneis. E, também, em grande parte pela hipersensibilidade desenvolvida pelo paciente contaminado. O principal sintoma da escabiose é a coceira, que é sentido principalmente à noite. As principais lesões na pele são os túneis e, nas suas extremidades, pequenas vesículas. Elas surgem principalmente entre os dedos das mãos, nas axilas, na parte do punho que segue a palma da mão, auréolas e genitais. A cabeça é poupada. Escoriações na pele são frequentes, por causa da coceira intensa. O diagnóstico é geralmente clínico. O tratamento consiste em usar medicamentos tópicos em toda a pele ou uso de medicamentos orais.

FITOFOTODERMATOSE

É uma dermatose que ocorre por uma combinação de contato com planta fotossensibilizante e exposição ao sol. O exemplo típico são as queimaduras provocadas por limão.

Os agentes responsáveis contêm furocumarinas (psoralênicos) que podem estar presentes em alimentos, perfumes, aromatizantes e cosméticos. As furocumarinas nos alimentos são encontradas nas frutas cítricas (limão, tangerina, lima), cenoura, figo, salsinha, arnica, hibisco, arruda e canela.
Observam-se lesões avermelhadas, frequentemente com formato linear em regiões de pele descobertas pelas roupas, podendo até ocorrer bolhas. Eles surgem entre 24 e 48 horas após o contato com a seiva da planta e a exposição solar. O tratamento é feito com o uso de medicamentos aplicados nas lesões. É importante hidratar a pele para ajudar na sua recuperação. Deve-se ter atenção extra para a proteção solar da pele nas áreas com lesões. A prevenção é fundamental. Deve-se evitar contato com as plantas e, se isso ocorrer, lavar bem a área com água corrente e sabão neutro. Também é essencial, evitar a exposição ao sol após o contato com as plantas, frutas ou produtos citados.

Larva Migrans

É uma infecção que surge em decorrência do contato direto da pele com areia na qual estejam presentes larvas de parasitas do gênero Ancylostoma. É comum em locais que foram previamente frequentados por cães e gatos, também infestados, porém no tubo digestivo, por vermes adultos, que liberam ovos que vêm a ser depositados na areia. Eles  penetram na pele e provocam lesão avermelhada semelhante à picada de insetos, vermelhas e com coceiras. Nos dias subsequentes, a larva faz trajetos sinuosos, pois não consegue alcançar as camadas mais profundas da pele. Há coceira associada. Essa doença, apesar de benigna, pode e deve ser prevenida, evitando-se o contato direto da pele com a areia encontrada em terrenos nos quais exista a possibilidade de terem sido frequentados por cães e gatos. O tratamento será determinado pelo seu dermatologista na consulta médica.

PITIRÍASE VERSICOLOR (“PANO BRANCO”)

É uma micose superficial da pele causada por fungos do gênero Malassezia, que são leveduras que habitam o folículo piloso sem causar doença. Quando existem condições favoráveis (calor e umidade) para o crescimento do fungo, ele consegue invadir a pele e causar as lesões características. Existem também fatores do hospedeiro que a favorecem: a desnutrição, a sudorese excessiva e o uso de anticoncepcionais, de corticoides e/ou de imunossupressores. Atinge todas as faixas etárias, sendo mais frequente em adolescentes e adultos jovens, pois estes têm maior atividade da glândula sebácea. Apresenta-se por manchas redondas ou ovais, recobertas por escamas finas, no tronco e braços. Estas manchas podem variar do branco indo até o vermelho e o castanho, por isto é chamada de versicolor. As lesões geralmente são assintomáticas e ocasionalmente a pessoa pode sentir coceira. O tratamento pode ser feito com medicações tópicas e/ou oral. Elas eliminam a descamação em poucos dias, porém devem ser mantidas por várias semanas, isso quando se opta pelo tratamento tópico. As alterações da pigmentação tendem a se resolver mais lentamente do que a descamação. Quando ficam manchas claras, mesmo após o tratamento, a exposição moderada ao sol será útil para acelerar a recuperação da cor natural da pele. A prevenção da pitiriase versicolor é feita por meio da utilização de roupas leves, arejadas e, preferencialmente, de tecidos não sintéticos. Sempre consulte o seu Dermatologista para o correto diagnóstico e tratamento!

LUZ INTENSA PULSADA         

É tecnologia que emite feixes de luzes policromáticas e não colimada (em várias direções). Isto é, são luzes diversas que emitem comprimentos de onda variados na pele, gerando calor local por meio desses disparos. No tecido que está sendo tratado existem componentes cromóforos (alvos), os quais convertem a energia luminosa que receberam do equipamento em calor, coagulando o tecido e ativando, também, reações químicas do organismo. Desse modo, lesiona-se somente o tecido-alvo. Este tratamento é capaz de promover efeitos benéficos como: rejuvenescimento da pele, por proporcionar aumento na espessura, estimular a produção e reorganizar uniformemente as fibras colágenas e elásticas (responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele). Além disso, aumenta a atividade dos fibroblastos (células da derme responsáveis pela secreção das fibras de elastina e de colágeno). Ela também promove a redução de telangiectasias (microvasos), rubor e vermelhidão e o clareamento de manchas como sardas e melanoses solares. Também proporciona melhora da aparência de rugas finas, da textura e aspereza da pele, na redução do tamanho de poros e na secreção de sebo, na elasticidade, na redução da elastose e na diminuição de manchas.