Inverno: tempo ideal para tratar a pele

O inverno é a estação do ano ideal para a realização de tratamentos a laser, luz pulsada e peelings.

– Lasers fracionados, ablativos e não ablativos – hoje, no mercado existem 2 tecnologias, o laser de CO2 e o laser de érbio. Ambos estão indicados para o tratamento do foto envelhecimento, flacidez cutânea, cicatrizes de acne e estrias. O laser ablativo é mais agressivo, pois destrói a epiderme em pequenas áreas, gerando calor na derme e promovendo a imediata contração do colágeno. Há também estímulo a produção de novo colágeno e o seu remodelamento. O laser não ablativo emite grande quantidade de energia, que penetra na pele, poupa a epiderme e a concentra na derme. Isto estimulará a formação de um novo colágeno e melhorará a qualidade da pele.

Hoje existem no mercado, aparelhos de laser fracionados associados a uma ponteira de ultrassom que promovem a infusão transepidérmica de substâncias, isto é, é possível com que medicamentos penetrem, através dos orifícios gerados pelo laser, até a derme, potencializando o tratamento de rugas, estrias e cicatrizes. Dentre as substâncias que podem ser infundidas, podemos citar a vitamina C, o ácido retinóico, agentes despigmentantes,… O número de sessões varia de acordo com cada caso e geralmente o intervalo entre elas é mensal.

– Luz Intensa Pulsada (LIP) – há inúmeros aparelhos no mercado de LIP. São sistemas onde são emitidos fontes de luz capazes de emitir altas fluências de energias. Está indicada para o tratamento de foto envelhecimento, clareamento de manchas (“sardas”), rosácea e estímulo da produção de colágeno. O número de sessões é variável e o intervalo é mensal.

– Depilação a laser – A depilação a laser já é um método consagrado para a redução permanente de pelos. O inverno é a época ideal, pois o fato da pele não estar bronzeada permite o uso de potências mais seguras, diminuindo o risco de complicações e o surgimento de manchas.

– Peelings químicos – são utilizados ácidos (retinóico, salicílico,…) que atuam estimulando a produção de colágeno, controle da oleosidade, melhora da acne e poros abertos, clareamento de manchas e melhora da textura da pele. Podem ser associados ao peeling de cristal. Há também peelings que, além de ácido na sua composição, também possuem agentes despigmentantes, estando indicado para o tratamento do melasma.

– Também podem ser feitos tratamento para melhorar a hidratação cutânea, uma vez que, nesta época a pele tende a ficar mais ressecada. Existem máscaras hidratantes que podem ser aplicadas após um peeling de cristal ou uma limpeza de pele.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *