Posts

Inverno: tempo ideal para tratar a pele

O inverno é a estação do ano ideal para a realização de tratamentos a laser, luz pulsada e peelings.

– Lasers fracionados, ablativos e não ablativos – hoje, no mercado existem 2 tecnologias, o laser de CO2 e o laser de érbio. Ambos estão indicados para o tratamento do foto envelhecimento, flacidez cutânea, cicatrizes de acne e estrias. O laser ablativo é mais agressivo, pois destrói a epiderme em pequenas áreas, gerando calor na derme e promovendo a imediata contração do colágeno. Há também estímulo a produção de novo colágeno e o seu remodelamento. O laser não ablativo emite grande quantidade de energia, que penetra na pele, poupa a epiderme e a concentra na derme. Isto estimulará a formação de um novo colágeno e melhorará a qualidade da pele. Leia mais

Esportes ao ar livre e os cuidados com a pele

A cada dia mais pessoas praticam esportes ao ar livre, e por isso é importante falarmos dos cuidados necessários para evitar danos futuro a nossa pele.

As pessoas que praticam esportes ao ar livre recebem doses consideráveis de radiação ultravioleta (UV), que está relacionada como um importante fator de risco para o surgimento de câncer de pele.

O suor, em virtude do exercício, também contribui para o dano da pele relacionado ao UV e aumenta a sua sensibilidade à luz, facilitando o risco de queimaduras solares.

Leia mais

Pele de Noiva

Para chegar ao grande dia com a pele impecável é importante planejar-se. Seis meses antes do SIM!, marque uma consulta com seu dermatologista que montará um programa de tratamento para você. A partir deste dia, diga adeus ao sol, afinal, queremos melhorar as manchas e marcas de expressão. Na primeira consulta, serão prescritos ácidos e cremes adequados ao seu tipo de pele e uma programação de tratamentos. É neste momento que está indicado o início da depilação a laser, um método já consagrado para redução permanente dos pelos. Também está indicado o início do tratamento com Luz Intensa Pulsada (intervalo mensal entre as sessões), Peelings de cristal e químicos (intervalo quinzenal a mensal) e Laser Fracionado (intervalo mensal). Leia mais

SUAS UNHAS ESTÃO FRACAS?

As unhas frágeis são uma queixa comum no consultório dermatológico e acometem aproximadamente 20% da população, sendo as mulheres as que mais sofrem!  A fragilidade das unhas se caracteriza pela redução da espessura da placa ungueal que tende a se dividir, escamar e quebrar.

Clinicamente, nós observamos as seguintes alterações nas unhas:

– ONICOSQUIZIA – ou descamação lamelar – é aquela descamação da borda livre da unha.

– ONICORREXEXE – ou sulcos e estrias longitudinais paralelas – são aquelas fissuras na superfície da lâmina ungueal.

– ONICÓLISE – ou descolamento da borda livre da unha – é a unha descolada – esse descolamento favorece ao desenvolvimento de fungos e bactérias. Leia mais

Você sofre com a Caspa?

A dermatite seborreica ou mais popularmente conhecida caspa é uma doença inflamatória de caráter crônico que acomete a pele de pessoas geneticamente predispostas. Ela pode ocorrer em homens e mulheres e suas lesões são observadas predominantemente em áreas ricas em glândulas sebáceas. Acomete o couro cabeludo, glabela, supercílios, pavilhão auricular, sulco nasogeniano e tronco. Suas manifestações clínicas são as seguintes: seborreia (aumento da oleosidade), descamação (caspa), eritema (vermelhidão) e prurido (coceira). Ocorre mais frequentemente no inverno e quando estamos mais estressados! Para o correto diagnóstico e tratamento, consulte o seu dermatologista!

Por que é tão difícil tratar as OLHEIRAS ?

 Porque as olheiras possuem inúmeras causas – há o componente vascular (pele fina e altamente vascularizada, havendo vasos frágeis que podem proporcionar o vazamento de hemoglobina – as sombras infra orbitais ocorrem pelo acúmulo de hemoglobina e à coloração de seus produtos de degradação (biliverdina,bilirrubina e ferro) na derme e epiderme) ; há o componente por deposição dérmica de melanina (fatores como a exposição solar podem levar a maior produção de melanina e seu depósito na derme) ; o componente secundário a dermatite de contato ou atópica levando a hiperpigmentação pós inflamatória (pelo inchaço e fricção causa uma irritação e posterior hipercromia) ; escurecimento decorrente de flacidez e excesso de pele ; insônia e cansaço persistente (há estase dos vasos sanguíneos, levando a mudança de cor nesta região).

Dentre os tratamentos podemos citar a luz pulsada, peelings, laser fracionado, uso de produtos específico para esta região em casa, preenchimento com ácido hialurônico…

Você gosta de pintar seus cabelos? Então, vamos esclarecer os diferentes tipos de tintura!

 Elas podem ser divididas em PERMANENTES, SEMIPERMANENTES E TEMPORÁRIAS.

– PERMANENTES

São soluções alcalinas à base de amônia, que dependem de uma reação de oxidação para conseguir o efeito final esperado. É composta por 2 partes: a tintura e um agente oxidante (peróxido de hidrogênio). Devem ser misturados imediatamente antes da aplicação. Esses componentes são partículas pequenas e penetram através da cutícula até o córtex, onde ocorre a oxidação do precursor da tintura, formando moléculas coloridas grandes dentro da haste do cabelo. Por serem moléculas grandes, elas não conseguem sair através da cutícula, dando a nova cor à haste do fio! São essas tinturas indicadas para tingir os cabelos brancos e grisalhos, pois o pigmento é permanente, não saindo com as lavagens.

– SEMIPERMANENTES

São os tonalizantes. São moléculas pré-formadas que, quando aplicadas nos cabelos tingem os fios. Dura, aproximadamente, 12 lavagens. São usadas para escurecer e nunca clarear os cabelos. São corantes de baixo peso molecular, porém sem oxidação. São aplicados nos cabelos úmidos com agregado de tensoativos, e penetram na porção externa dos cabelos. São livres de amônia.

– TEMPORÁRIAS

São pigmentos tão grandes que se difundem sobre a haste do fio, e atuam no exterior do cabelo, sem penetrá-lo. São geralmente removidos durante a primeira lavagem. Um exemplo,é a Henna. Esse tipo de tintura tem como vantagem a pouca capacidade alergênica, fácil aplicação e não agredir os cabelos. No entanto, suas cores são limitadas.

Leia mais

Toxina Botulínica – o que você precisa saber!

Toxina botulínica é a substância produzida pela bactéria Clostidium Botulinum. Esse produto é um complexo proteico de neurotoxina purificada, com alto peso molecular, estabilizada e que vem na apresentação na forma de pó seco.

Ela vem dentro de um frasco estéril embalado a vácuo. As marcas existentes no Brasil de toxina botulínica são as seguintes: Botox®, Dysport®, Xeomin® e Prosigne®. O médico escolhe a marca que está acostumada a trabalhar e possui mais experiência. Todas elas irão proporcionar o mesmo efeito que é o relaxamento/paralisação da musculatura. Dessa maneira, os músculos faciais não conseguirão se contrair e, com isso, não há formação da ruga!

Ela está indicada para as RUGAS DINÂMICAS, que são aquelas provocadas pela contração muscular. As áreas mais comuns da aplicação são as seguintes: testa, glabela e peri-orbitária. O seu efeito dura entre 4 a 6 meses e varia de indivíduo para indivíduo. Após a aplicação, não pode abaixar a cabeça por 4 horas e não massagear a área tratada. Pode ocorrer uma leve dor de cabeça e ficar algum “roxinho” que é facilmente disfarçado com uma base.

Leia mais