Posts

PEELING QUÍMICO – entenda esse procedimento!

O peeling químico consiste na aplicação de um ou mais agentes esfoliantes na pele, resultando na destruição da epiderme e/ou derme, seguida da regeneração dos tecidos epidérmicos ou dérmicos. Essa técnica produz uma lesão PROGRAMADA e CONTROLADA na pele, resultando no seu rejuvenescimento, com redução das lesões ásperas, manchas, rugas e algumas cicatrizes superficiais. Os peelings podem variar do muito superficial ao profundo. Tudo vai depender do tipo de ácido e concentração que será usado, assim como a profundidade da lesão que queremos tratar.  Dentre os agentes mais comuns, podemos citar: Ácido Salicílico, Jessner, Ácido Retinóico, Ácido Mandélico, Ácido Tricoloroacético, Ácido Glícólico,…entre outros!

Antes de realizar este procedimento, você deve consultar o seu médio que prescreverá ativos para PREPARAR a sua pele para a realização do peeling. Esta preparação terá como objetivo melhorar a penetração do agente químico, uniformizar a sua ação e observar seu não há alergias aos agentes químicos.

Durante a fase de PÓS PEELING, não devemos se expor ao sol, usar muito filtro solar, não arrancar as “peles” que irão se soltar, usar regeneradores cutâneos e água termal. O tempo de descamação irá depender do agente utilizado e da sua profundidade.