Posts

No inverno é muito importante HIDRATAR a pele!

No inverno a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição na transpiração corporal. Tais fatores fazem com que a pele fique mais seca. Além disso, nesta época, é comum tomar banhos quentes, que causam uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele. Tanto a pele do rosto quanto a do corpo está sujeita ao ressecamento no inverno. O clima frio e seco pode deixá-la com aspecto esbranquiçado, craquelado, descamativa e, as vezes, pode haver coceira associada. Para evitar tais sintomas é importante fazer hidratações com ativos adequados para a melhora deste quadro. O hidratante pode ser aplicado sempre que necessário na pele, mas após o banho é o melhor momento, onde será melhor  absorvido. Dentre os ativos com maiores capacidades de hidratar, temos a uréia, óleo de semente de uva, óleo de amêndoas doce, PCA-Na, Lactato de amônio, dentre outros! O seu Dermatologista avaliará o produto/formulação mais indicado para você! Consulte sempre o seu Dermatologista para o correto diagnóstico e tratamento.

Inverno: tempo ideal para tratar a pele

O inverno é a estação do ano ideal para a realização de tratamentos a laser, luz pulsada e peelings.

– Lasers fracionados, ablativos e não ablativos – hoje, no mercado existem 2 tecnologias, o laser de CO2 e o laser de érbio. Ambos estão indicados para o tratamento do foto envelhecimento, flacidez cutânea, cicatrizes de acne e estrias. O laser ablativo é mais agressivo, pois destrói a epiderme em pequenas áreas, gerando calor na derme e promovendo a imediata contração do colágeno. Há também estímulo a produção de novo colágeno e o seu remodelamento. O laser não ablativo emite grande quantidade de energia, que penetra na pele, poupa a epiderme e a concentra na derme. Isto estimulará a formação de um novo colágeno e melhorará a qualidade da pele. Leia mais

Esportes ao ar livre e os cuidados com a pele

A cada dia mais pessoas praticam esportes ao ar livre, e por isso é importante falarmos dos cuidados necessários para evitar danos futuro a nossa pele.

As pessoas que praticam esportes ao ar livre recebem doses consideráveis de radiação ultravioleta (UV), que está relacionada como um importante fator de risco para o surgimento de câncer de pele.

O suor, em virtude do exercício, também contribui para o dano da pele relacionado ao UV e aumenta a sua sensibilidade à luz, facilitando o risco de queimaduras solares.

Leia mais

Pele de Noiva

Para chegar ao grande dia com a pele impecável é importante planejar-se. Seis meses antes do SIM!, marque uma consulta com seu dermatologista que montará um programa de tratamento para você. A partir deste dia, diga adeus ao sol, afinal, queremos melhorar as manchas e marcas de expressão. Na primeira consulta, serão prescritos ácidos e cremes adequados ao seu tipo de pele e uma programação de tratamentos. É neste momento que está indicado o início da depilação a laser, um método já consagrado para redução permanente dos pelos. Também está indicado o início do tratamento com Luz Intensa Pulsada (intervalo mensal entre as sessões), Peelings de cristal e químicos (intervalo quinzenal a mensal) e Laser Fracionado (intervalo mensal). Leia mais

TATUAGEM E A SUA PELE

A tatuagem pode causar os seguintes danos a pele: queloides, infecção, reação alérgica, inflamação. Caso a pessoa possua alguma doença de pele como vitiligo e psoríase, ela pode aparecer no local de trauma produzido pela tatuagem. Caso ocorra algum desses problemas, seu médico deve ser procurado. Cada problema receberá a conduta/tratamento adequado. Alergia será tratada com antialérgicos. Infecções com antibióticos. Antes de se fazer a tatoo a pele necessita estar bem limpa e com uma boa hidratação. Não pode haver infecção ativa no local. Quem possui tatuagem deve usar filtro solar sempre, mas este só pode ser utilizado após total cicatrização da pele. Evitar produtos a base de ácidos sobre ou próximo a área próxima a tatuagem. Leia mais

ACNE ADULTA

A acne adulta é aquela que ocorre após os 20 anos de idade. Ela pode persistir desde a adolescência até a vida adulta ou pode aparecer subitamente nesta faixa etária. É observada de 54% das mulheres e 40% dos homens. Dentre os fatores que contribuem para o seu surgimento, podemos citar as alterações hormonais, uso de cosméticos, determinados medicamentos, tipo de trabalho, além da genética. As pessoas que tiveram acne durante a adolescência são mais propensas a ter acne na fase adulta e neste caso chama-se de acne persistente. Neste tipo de acne há predomínio de lesões inflamatórias (aquelas vermelhas) e estas são as responsáveis pelas cicatrizes e manchas escuras. Leia mais

SAIBA MAIS SOBRE OS ÓLEOS CORPORAIS

Os óleos são substâncias que retardam a evaporação e a perda de água da pele por meio da formação de um filme na sua superfície. Com isso o ressecamento será dificultado. O óleo é o veículo para os ativos que são os responsáveis pela ação hidratante.

O principal benefício dos óleos corporais é a hidratação, pois possuem ativos (vitaminas, ácidos graxos,etc..) com alto poder de hidratação da pele, de restaurar a barreira lipídica da nossa pele e formar um filme sobre a nossa pele o que dificulta a perda de água. Leia mais

SUAS UNHAS ESTÃO FRACAS?

As unhas frágeis são uma queixa comum no consultório dermatológico e acometem aproximadamente 20% da população, sendo as mulheres as que mais sofrem!  A fragilidade das unhas se caracteriza pela redução da espessura da placa ungueal que tende a se dividir, escamar e quebrar.

Clinicamente, nós observamos as seguintes alterações nas unhas:

– ONICOSQUIZIA – ou descamação lamelar – é aquela descamação da borda livre da unha.

– ONICORREXEXE – ou sulcos e estrias longitudinais paralelas – são aquelas fissuras na superfície da lâmina ungueal.

– ONICÓLISE – ou descolamento da borda livre da unha – é a unha descolada – esse descolamento favorece ao desenvolvimento de fungos e bactérias. Leia mais

Por que é tão difícil tratar as OLHEIRAS ?

 Porque as olheiras possuem inúmeras causas – há o componente vascular (pele fina e altamente vascularizada, havendo vasos frágeis que podem proporcionar o vazamento de hemoglobina – as sombras infra orbitais ocorrem pelo acúmulo de hemoglobina e à coloração de seus produtos de degradação (biliverdina,bilirrubina e ferro) na derme e epiderme) ; há o componente por deposição dérmica de melanina (fatores como a exposição solar podem levar a maior produção de melanina e seu depósito na derme) ; o componente secundário a dermatite de contato ou atópica levando a hiperpigmentação pós inflamatória (pelo inchaço e fricção causa uma irritação e posterior hipercromia) ; escurecimento decorrente de flacidez e excesso de pele ; insônia e cansaço persistente (há estase dos vasos sanguíneos, levando a mudança de cor nesta região).

Dentre os tratamentos podemos citar a luz pulsada, peelings, laser fracionado, uso de produtos específico para esta região em casa, preenchimento com ácido hialurônico…